Getting things done: agora sim, você será muito mais produtivo!

Getting things done: agora sim, você será muito mais produtivo!

Você está precisando de tempo para se dedicar aos estudos? Quer aprender um novo idioma e fazer cursos de aperfeiçoamento? Aposto que o problema é que você não consegue enxergar espaço no seu dia para isso, não é? Que tal saber um pouco sobre a metodologia getting things done?

Também conhecida pela sigla GTD ou pelo nome do livro cujo seu idealizador trata do assunto, A Arte de Fazer Acontecer, a getting things done vem mostrar que precisamos de menos tempo do que imaginamos.

Neste post, vamos explicar o que é e para que serve esse método utilizado em qualquer setor da vida. Acompanhe:

O que é a metodologia getting things done?

Pensado por David Allen, o método GTD tem entre suas principais funções ajudar as pessoas a gerenciarem melhor seu tempo, visando maior produtividade no dia a dia. Para Allen, o que as pessoas realmente precisam é de espaço, principalmente em sua mente.

Quando você deixa de pensar em todas as suas tarefas do dia, você passa a ter tempo para executá-las. Deu para entender? É simples: se você passa tudo o que está em sua mente para o papel, os esquecimentos diminuem, o foco aumenta e você pode controlar melhor seu tempo.

Quais as influências da GTD na vida das pessoas que a utilizam?

Quando você tem uma metodologia de gestão de tempo, logo você tem uma forma de ser mais produtivo e de conquistar mais espaço.

O método getting things done surge para mostrar que agendas, cadernos e plataformas on-line de organização podem ser mais úteis do que imaginamos. O importante é que você encontre a ferramenta que vai atender às suas necessidades.

Como utilizar o método GTD na otimização de tempo?

Primeiramente, você precisa entender as funções de cada grupo presente no guia de aplicação da metodologia. Para fazer mais coisas em menos tempo e ser mais produtivo sem se estressar, você precisa:

  • coletar: limpe sua mente, tire todos os seus planos da cabeça e passe-os para o papel;
  • processar: veja o que é uma ação imediata, o que pode ser adiado e destaque suas prioridades;
  • organizar: crie um sistema que seja adequado para a sua realidade e que seja de fácil aplicação;
  • revisar: verifique se não se esqueceu de nada e se os processos estão dentro do planejado;
  • executar: coloque tudo em prática.

No início, é preciso dedicar um pouco mais de tempo para se organizar e processar todas as informações que estão na sua cabeça. Mas, com o tempo, você vai se adaptando e transformando o método em um hábito.

Quando aplicar a GTD aos estudos?

Sempre! Quando você tem prazos determinados para diferentes tarefas, é essencial que você se organize. Assim, o GTD pode ser aplicado para ajudar nesse planejamento. Seguindo esse método você precisará diferenciar suas tarefas em:

  • projetos para um dia;
  • ideias para lembrar mais para frente;
  • arquivos que você precisa para acesso mais frequente;
  • arquivos que serão usados poucas vezes;
  • ações para resolver na hora;
  • ações que podem ser delegadas para outras pessoas;
  • ações que dependem do que está acontecendo no seu dia.

Todas essas tarefas podem ser direcionadas para sua vida estudantil e também para sua carreira, pois, como vimos, a metodologia getting things done tem entre seus propósitos colaborar no gerenciamento do tempo.

Quanto mais tempo, mais podemos nos dedicar àquilo que precisa de atenção. Assim, com a GTD, suas decisões e tarefas serão otimizadas, culminado em mais eficiência, organização e qualidade para seus estudos.

Quer receber mais dicas como essa? Assine a nossa newsletter!

Target Idiomas

Escolas de inglês, espanhol, italiano, mandarim, alemão e francês, em Joinville. Cursos de idiomas empresas. Aulas de Inglês e intensivo. Certificação TOEIC e intercâmbio.