Conheça 23 falsos cognatos em espanhol!

Conheça 23 falsos cognatos em espanhol!

Todo aluno que estuda uma língua estrangeira já ouviu falar dos famosos falsos cognatos. São palavras escritas de maneira semelhante em dois idiomas, mas com significados distintos, às vezes completamente diferentes. Para quem fala português, os falsos cognatos em espanhol são os mais abundantes por causa da grande semelhança entre as duas línguas.

Por isso, saber diferenciar os falsos cognatos dos verdadeiros cognatos é muito importante. Além do uso equivocado deles poder gerar falhas na comunicação, esse conhecimento costuma ser cobrado em provas de proficiência em todo o mundo. Nesse post você vai aprender quais são os falsos cognatos em espanhol mais comuns para não cair mais em pegadinhas de prova. Boa leitura!

Falsos cognatos em espanhol

  • Acordar: acordar em espanhol não é sinônimo de despertar, e sim de recordar. Acordar significa lembrar-se de algo.
  • Alejado: alejado não se refere a uma pessoa com deficiência, como é pejorativamente usado (cada vez menos) no português, mas um lugar distante, afastado.
  • Apellido: no Brasil apelidos são formas carinhosas de se referir a alguém, muitas vezes no diminutivo: Beatriz vira ‘’Bia’’, por exemplo. Já em espanhol apellido é sobrenome.
  • Borracha: borracha é traduzido como bêbada, e não aquele objeto branco e tradicional que usamos para desmanchar a escrita de lápis.
  • Goma: goma significa borracha, e não um sinônimo de chicletes.
  • Almohada: almohada lembra muito almofada, não é mesmo? No entanto, essa palavra significa travesseiro na língua espanhola.
  • Embarazo: quando uma pessoa fala que uma mulher está embarazada, ela não se refere a uma pessoa confusa, e sim a uma mulher que está esperando um bebê.
  • Bolso: bolso em espanhol significa bolsa
  • Enojar: quando uma pessoa esta enojando a outra, ela está a aborrecendo, e não a deixando com nojo.
  • Polvo: certamente a primeira imagem que vem à cabeça é a de um animal cheio de tentáculos. No entanto, polvo em espanhol significa poeira ou pó.
  • Berro: em português berro é um tipo de grito estridente. Em espanhol, é nada mais nada menos que agrião.
  • Cachorro: cachorro é o termo usado para se referir a filhotes de qualquer espécie no espanhol.
  • Perro: já perro significa cachorro, e não pêlo.
  • Crianza: essa palavra não faz referência a crianças, e sim a alguma criação.
  • Asignatura: asignatura se assemelha muito a assinatura, mas na verdade quer dzer matéria ou disciplina.
  • Palco: é a palavra para camarote em espanhol
  • Despido: quando uma pessoa diz estar despida em espanhol, ela quer dizer que foi demitida.
  • Jubilado: uma pessoa jubilada não foi expulsa, mas aposentada.
  • Pipa: pipa é o mesmo que cachimbo
  • Raro: raro não é sinônimo de especial, e sim de estranho. Dizer que algo é raro é como dizer que algo é esquisito!
  • Rato: rato não é uma palavra para o pequeno animal acinzentado que conhecemos no português. Em espanhol, rato é o equivalente a momento.
  • Rojo: a palavra lembra a cor roxa, mas na verdade rojo significa vermelho.
  • Zurdo: uma pessoa zurda não é surda, e sim canhota.

É possível perceber que há inúmeros falsos cognatos entre a língua portuguesa e a espanhola. No entanto, não há somente um método para decorar todos. A nossa dica é sempre procurar saber o significado de uma palavra quando ela parecer ser a mesma em duas línguas diferentes.

Gostou de saber mais sobre falsos cognatos em espanhol? Deixe um comentário no post se você sabe algum que não está em nossa lista ou se tem alguma história engraçada envolvendo o uso errado dessas palavras!

Target Idiomas

Escolas de inglês, espanhol, italiano, mandarim, alemão e francês, em Joinville. Cursos de idiomas empresas. Aulas de Inglês e intensivo. Certificação TOEIC e intercâmbio.