Segurança na internet para crianças: veja como proteger seus filhos

Segurança na internet para crianças: veja como proteger seus filhos

A tecnologia e os meios de comunicação vêm crescendo e com isso, também crescem os riscos, especialmente quando se tem crianças em casa. Na TV é possível bloquear canais com conteúdo inadequado para os pequenos, mas como manter a segurança na internet para crianças? Isso é possível?

Sim, é possível. Seguindo algumas dicas, você consegue ter um pouco mais de controle sobre as informações que as crianças acabam tendo acesso pela tela de computadores, tablets e smartphones. Veja abaixo quais são elas.

Como proteger o seu filho na internet

1. Fique de olho

Os pais podem se sentir um pouco acuados tentando dar a privacidade necessária para os mais jovens e, ao mesmo tempo, tendo que controlar o que eles acessam pela internet. Porém, não se sinta mal se essa tal privacidade não puder ser dada caso o seu filho tenha menos de 18 anos. Lembre-se que: se alguma coisa der errada, você é o responsável legal e quem arcará com as consequências.

2. Tenha conhecimento

Seu filho possui contas em diversas redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter e outras mais. Para conseguir protegê-lo é preciso ter conhecimento sobre todas as ferramentas e saber de perto quais perigos elas representam. Criar uma conta sua pode ser uma boa forma de saber como mexer nelas.

3. Coloque o computador fora do quarto

Para as crianças, o ideal é que o computador esteja num local bem movimentado como na sala de casa, por exemplo. Isso evita que ela entre em sites que não são indicados e também ajuda você a ficar de olho no que o seu filho anda vendo na internet.

4. Tenha as senhas dele

Aqui entra, de novo, aquela história de privacidade. Ele pode até ficar chateado e resistir em dar a senha, mas nada que uma conversa não ajude. Explique que na internet existem muitos riscos e que mesmos os adultos costumam ser enganados. Mostre que você deseja apenas ajudá-lo e orientá-lo para não cair em ciladas.

5. Use o histórico

Visualizar o histórico do dispositivo é uma ferramenta muito eficaz para saber em que sites o seu filho esteve em determinada hora e dia. Como podem ser muitos sites, o ideal é checá-lo, ao menos, 2 vezes por dia.

Se encontrar algum site suspeito e que ofereça riscos para o seu filho, chame-o e diga a ele os motivos pelos quais aquele site não deve ser acessado e quais os perigos que ele esconde.

6. Explique os riscos da internet

A comunicação nunca foi tão rápida. Vemos casos e mais casos e crianças sofrendo cyberbullying por algo que caiu na rede. Isso costuma ser muito prejudicial para as crianças, gerando sérios problemas. Portanto, alerte o seu filho para que ele tome muito cuidado com o que posta. Se possível, peça a ele que antes de postar alguma imagem ou texto mostre-o para você.

Segurança na internet para crianças: além das dicas

Além de seguir essas orientações, você pode utilizar alguns programas que ajuda a impedir que certos sites e outros serviços sejam acessados pelos pequenos. Você pode bloquear sites com conteúdo adulto, impedir buscas de determinadas palavras e determinar o tempo que elas passam na frente do computador.

A internet não pode ser vista como uma vilã já que ela pode ser utilizada de uma forma muito boa, ajudar a melhorar o relacionamento das crianças com os pais e outras pessoas, além de ser uma rica fonte de informação e também educativa. O que os pais precisam evitar é o mau uso dela pelos filhos para não causar maiores prejuízos.

Compartilhe esse post nas suas redes sociais para que outros pais também possam preservar os filhos das ameaças que existem na internet!

Target Idiomas

Escolas de inglês, espanhol, italiano, mandarim, alemão e francês, em Joinville. Cursos de idiomas empresas. Aulas de Inglês e intensivo. Certificação TOEIC e intercâmbio.