O que você deve fazer para ajudar o seu filho a aprender inglês!

O que você deve fazer para ajudar o seu filho a aprender inglês!

Temos certeza de que você já sabe da importância de aprender uma segunda língua no mundo globalizado em que vivemos, não é mesmo? Você, que quer o melhor para os seus filhos, sabe que o domínio do inglês será fundamental para que ele se coloque no mercado de trabalho futuramente, além de outros benefícios.

Isso porque a língua abre um canal de comunicação com o mundo, promovendo a empatia com relação a diferentes culturas, e isso é de fundamental importância para a formação de seus filhos.

Para que qualquer aprendizado seja bem-sucedido, o apoio dos pais é essencial. Por isso, preparamos este guia: para que você saiba o que deve fazer para ajudar o seu filho com inglês. Confira:

O momento de começar

De acordo com Fraulein Vidigal de Paula, professora da Universidade de São Paulo (USP) e pesquisadora de psicologia cognitiva e de aprendizagem, um bebê exposto a um ambiente bilíngue pode começar a aprender desde a primeira infância.

Assim, se os pais ou se um deles for bilíngue, podem tirar proveito dessa vantagem desde cedo, usando a língua nativa de cada um para se comunicar com a criança. Um bebê é muito hábil em reconhecer sons diferentes. Essa habilidade começa a diminuir na medida em que ele cresce, mas não desaparece. A criança mantém a capacidade de dominar um segundo idioma com muita facilidade até os sete anos.

Caso o ambiente do lar não seja bilíngue, é melhor esperar até que seu filho domine um bom vocabulário em português e se expresse com clareza na língua nativa, formando frases, para que o aprendizado da língua estrangeira seja produtivo.

Quanto mais contato com a língua, melhor

Isso se aplica a qualquer pessoa interessada em aprender inglês, não somente às crianças e adolescentes: quanto maior a exposição ao idioma estrangeiro, mais rápida e eficiente será a fixação do aprendizado. E como fazer isso em casa?

1.Introduza palavras e expressões no dia a dia

Mesmo que a família seja monolíngue, é possível introduzir palavras e expressões no dia a dia da criança, como as “palavrinhas mágicas” que já foram aprendidas em português. É muito fácil cultivar esse hábito e a criança vai aprender repetindo o que você diz. Veja alguns exemplos:

  • good morning = bom dia;
  • please = por favor;
  • thank you = obrigado;
  • I’m sorry = desculpe;
  • hello = olá;
  • come here = venha aqui;
  • how are you? = como vai você?;
  • are you ok? = você está bem?;
  • excuse me (com licença).

2. Cole etiquetas com palavras em inglês pela casa

Faça etiquetas adesivas com os nomes das coisas em inglês e cole nos objetos e móveis da casa. Door para a porta, window para a janela, chair para a cadeira, table para a mesa e por aí vai. Use a criatividade e o humor para chamar a atenção da criança, como colar uma etiqueta com a palavra dog na coleira do cachorrinho e cat na do gato.

3.Mostre nomes em inglês encontrados em produtos

Explore o setor de produtos importados do supermercado e mostre as etiquetas com os nomes em inglês para as crianças. É mais fácil aprender ao ver e manusear um objeto, em vez de simplesmente ouvir o nome do objeto.

4. Ajude a identificar palavras em inglês no cotidiano

Chame a atenção das crianças para as palavras inglesas que fazem parte do nosso cotidiano e que, muitas vezes, passam despercebidas. Exemplos: delivery, hot dog, hamburger, playground, cartoon, pet shop e muitas outras.

5. Convide as outras pessoas a ajudar o seu filho com inglês

Convide seus amigos estrangeiros ou brasileiros que falem inglês para uma visita e peça a eles para fazerem perguntas e incentivarem as crianças a responder em inglês. Isso ajuda a vencer a timidez!

6. Incentive a criança a conversar com amigos estrangeiros na internet

Em um estágio intermediário do aprendizado, ajude seus filhos a encontrar amigos estrangeiros na internet e a conversar com eles por aplicativos como o skype ou similar. Há ótimos sites onde é possível encontrar estudantes que querem praticar a língua. E os amigos não precisam ser da mesma faixa etária. Uma ótima ideia é procurar estrangeiros idosos que gostam de conversar e terão paciência e prazer em ensinar, além de proporcionar uma incrível troca de experiências entre gerações.

Aprender com diversão é muito melhor

Fazer do aprendizado uma brincadeira é uma ótima maneira de motivar as crianças. A internet oferece um número infinito de jogos para aprender inglês e a cultura dos países onde a língua é falada. A maior parte deles pode ser jogada online, ou seja, você não precisa baixar o jogo e evita ocupar espaço na memória do computador ou do smartphone.

Experimente fazer uma pesquisa no Google sobre ‘aprender inglês brincando’, por exemplo. Você vai se surpreender com a enorme variedade de resultados.

Ofereça livros coloridos com ilustrações e texto em inglês, além de DVDs e CDs. Há ótimos desenhos animados na TV, nos quais os personagens ensinam palavras em inglês, como “Dora Aventureira” e “Super Why”. Um desenho especialmente interessante se chama “Word World”, em que as próprias palavras em inglês formam o desenho do animalzinho ou dos objetos. Assim, a criança ouve a palavra e vê as letras no próprio corpo do bichinho, como um urso formado com as letras B E A R, o sapo formado por F R O G e assim por diante.

Para as crianças maiores e para os adolescentes, uma ótima opção é contar com a ajuda de filmes e seriados para ampliar o vocabulário, além de aprender e memorizar expressões específicas do inglês.

Plataformas como a Netflix, por exemplo, contam com um vasto catálogo de desenhos, documentários, filmes e séries, todos com o áudio em inglês e a opção de inserir legendas em português ou até mesmo no idioma original, na maioria das vezes. Lembre-se, no entanto, de checar a indicação adequada para cada idade.

Introduza, também, brincadeiras simples no dia a dia da criança. Quer um exemplo? Para decorar o alfabeto e os números em inglês, incentive as crianças a soletrar as placas dos carros na estrada, quando forem viajar. Além de instrutivo, é um ótimo passatempo para manter as crianças tranquilas na viagem enquanto aprendem inglês.

Encontre as versões em inglês de cantigas conhecidas das crianças e ensine a elas a cantar. As crianças adoram música! De novo, a internet será sua grande aliada: no youtube você encontra vídeos encantadores, como esse da versão original de “Brilha, brilha, estrelinha”.

Que tal brincar de cozinhar e aprender inglês ao mesmo tempo? Você pode escolher uma receita típica de países de língua inglesa e convidar as crianças para ajudar na cozinha. Uma boa sugestão é a jacket potato (ou baked potato, em inglês americano), uma batata assada muito gostosa e bem conhecida na Inglaterra, que pode ser preparada no micro-ondas. Vocês vão cozinhar juntos enquanto você explica as origens da receita e ensina os nomes dos ingredientes:

Ingredients (Ingredientes)

  • 4 large potatoes, cooked and left to cool for 5 minutes (4 batatas grandes cozidas e já esfriadas por 5 minutos);
  • 2 big handfuls of grated cheese (2 porções grandes de queijo ralado);
  • 1 small spoon of margarine or butter (1 colher pequena de margarina ou manteiga);
  • 4 small pinches of sea salt (4 pitadas de sal marinho).

O preparo é simples: corte as batatas em metades, retire o miolo com uma colher e misture aos outros ingredientes. Use a mistura para rechear as batatas, salpique com mais queijo ralado e leve de volta ao micro-ondas por cerca de um minuto, só para gratinar. As crianças podem criar recheios variados para a jacket potato.

E você aproveita para explicar que há diferenças entre o inglês falado em diferentes países. Um exemplo é a jacket potato da Inglaterra, que se chama baked potato nos Estados Unidos.

Conte com o auxílio da tecnologia

Sem sombra de dúvidas, a tecnologia se faz cada vez mais presente na vida de todos nós. Sucesso entre todas as faixas etárias, os smartphones e tablets tornaram-se ferramentas indispensáveis para facilitar o nosso dia a dia.

Todavia, além da praticidade e do lazer, os nossos queridos gadgets também são bastante úteis para quem quer aprender ou estudar outro idioma. Há uma infinidade de aplicativos disponíveis elaborados especialmente para esse fim. Para te ajudar a escolher o melhor para o seu filho, listamos os principais abaixo:

Duolingo

Se você já procurou por aplicativos que auxiliam no ensino de uma segunda língua, é muito provável que você já tenha ouvido falar nessa ferramenta.

Recomendado por especialistas e funcionando como uma espécie de jogo, o Duolingo permite que o usuário vá avançando por níveis conforme completa as tarefas elaboradas pelo aplicativo, o que é certamente um ótimo estímulo. Com ele, é possível treinar a escrita, as habilidades de escuta e a pronúncia das palavras.

Se o seu filho ainda for pequeno, não se preocupe: a interface do aplicativo é bem autoexplicativa e as atividades começam dos níveis mais básicos.

LinguaLeo

Sucesso, sobretudo entre os pequenos, o LinguaLeo é bastante descomplicado e divertido. Nele, o usuário aprende inglês de forma leve e agradável, por meio de atividades interativas e que envolvem músicas e vídeos.

Primeiramente, é preciso fazer um teste para que você tenha acesso a conteúdos relacionados à sua idade e aos seus interesses, bem como receber um plano de estudos selecionado especialmente paras o seu nível. Interessante, não?

Upmind

Já pensou em aprender inglês com GIFs, imagens e vídeos divertidos? Se for esse o tipo de abordagem que você procura para o seu filho, é interessante apresentar para ele o Upmind.

Nesse aplicativo, a metodologia adotava é a da memorização, que permite a fixação do vocabulário e demais conteúdos por meio da repetição. Além disso, seu formato também é semelhante ao de um jogo: conforme o usuário avança, vai subindo de nível e ganhando acesso a conteúdos exclusivos.

Planeje uma viagem a um país de língua inglesa

Essa é uma boa maneira de incentivar as crianças a aprender inglês, apesar de ser um projeto para se concretizar em um prazo maior: planeje uma viagem ao exterior. Por que não à Disneyworld? Como talvez você precise de tempo para economizar e organizar a viagem deixe as crianças cientes de que terão mais tempo para se dedicar a aperfeiçoar o inglês para se comunicar na terra do Mickey. Quer motivação maior que essa?

E para seus filhos adolescentes nada melhor do que um intercâmbio cultural em um país de língua inglesa para voltar falando fluentemente. É um investimento que vale muito a pena para o futuro deles!

Escolha uma boa escola de inglês

Não é novidade alguma que, quanto mais jovens formos, mais fácil é aprender e garantir a fluência em um novo idioma. A partir de quatro anos, a criança já pode frequentar uma escola de inglês e aproveitar o potencial da idade para um aprendizado eficiente.

No entanto, a escolha da escola pelos pais precisa ser muito criteriosa para que não se desperdice tempo nem dinheiro e para evitar que a criança perca o interesse, se a escola usar métodos inadequados.

Um bom curso para crianças mais novas saberá organizar aulas divertidas e atividades lúdicas, como brincadeiras, música, jogos e até aulas de culinária.

Para crianças maiores, as atividades mudam, mas o aspecto lúdico continua muito importante. O adolescente precisa de um ambiente estimulante para se sentir à vontade e ter mais vontade de participar ativamente das aulas, conversando, trocando opiniões e aprendendo valores como cidadania e respeito ao meio ambiente, além do idioma em si.

Sendo assim, antes de matricular o seu filho, é recomendado avaliar detalhes como o espaço escolar e suas vantagens, a metodologia e os materiais didáticos utilizados pelo curso e as habilidades dos professores em sala de aula.

Por fim, é interessante também ouvir a opinião de pessoas que já estudaram e recomendam a instituição. Dessa forma, você certamente fará o melhor investimento possível, tanto para você quanto para a criança.

Evite cobranças, respeite o ritmo de seu filho

Cada criança tem seu próprio ritmo, então evite comparações com o filho da vizinha que já está falando um inglês bonitinho. Respeite o desenvolvimento de seu filho e evite cobranças excessivas, pois isso pode levar a criança a perder o interesse em aprender inglês. Lembre-se que a língua deve ser atraente e divertida para a criança, e não mais uma tarefa chata que ela faz por obrigação.

Esperamos que nosso guia seja útil na tarefa de ajudar seu filho com inglês! Siga a My Target Idiomas no FacebookLinkedin e Twitter para mais dicas como essa.

 

Target Idiomas

Escolas de inglês, espanhol, italiano, mandarim, alemão e francês, em Joinville. Cursos de idiomas empresas. Aulas de Inglês e intensivo. Certificação TOEIC e intercâmbio.