Intercâmbio na My Target Idiomas

Quer ingressar em uma faculdade nos EUA? Aprenda o passo a passo!

Quer ingressar em uma faculdade nos EUA? Aprenda o passo a passo!

Se ingressar no ensino superior já é bom, ser aceito em uma faculdade nos EUA enriquece o currículo de qualquer estudante e amplia as suas chances de conquistar uma boa oportunidade, independentemente de sua área de atuação.

Convém reiterar, no entanto, que o processo seletivo de instituições estrangeiras é, sem dúvida, mais rigoroso quando comparado aos procedimentos que dão direito a uma vaga em território nacional.

Para você que realize esse sonho, escrevemos este post com as principais orientações as quais é preciso ficar atento. Acompanhe:

Informe-se sobre o processo seletivo para fazer faculdade nos EUA

À 1ª vista, pode até parecer que estamos sendo redundantes, mas é, de fato, crucial que você busque informações sobre o processo de admissão. Isso porque é facultativo, a cada faculdade nos EUA, a liberdade de definir as suas próprias exigências para a seleção de estudantes estrangeiros.

Antes de se submeter ao Scholastic Assessment Test (SAT ou, em bom português, teste de aptidão escolar), o ideal é participar de simulados. É válido, inclusive, recorrer a uma estratégia muito utilizada por estudantes que prestam vestibular em ambiente doméstico.

Para efeito de treinamento e de avaliação do seu desempenho, busque questões de provas antigas e tente resolvê-las. Obrigatório para aspirantes a todas as graduações, o exame é composto pelas disciplinas básicas que integram a matriz do ensino médio.

informações inglês

Aprimore a sua fluência em inglês

A fluência em inglês é um diferencial bastante importante nesse processo. Não é exigido que o candidato tenha a mesma desenvoltura de um nativo, mas o seu conhecimento deve ir muito além da conjugação do verbo to be.

Em outras palavras, o seu domínio precisa ser suficiente para assegurar a sua aprovação no TOEFL, teste que avalia a sua proficiência no idioma, no qual o estudante precisa atingir pelo menos 61 pontos, de um total de 120.

Ter morado previamente no país ou ter participado de um intercâmbio são experiências válidas, pois você já passou por situações em que teve que exercitar, na prática, a sua capacidade de comunicação.

Agora, se esse não é o seu caso, a dica é: treine! Peça ajuda de outros falantes em níveis avançados, assista a filmes, ouça músicas e busque na internet outros tipos de materiais que possam te ajudar.

Seja bem recomendado

Além de esperarem que você demonstre ser merecedor de uma vaga na instituição, os gestores consideram muito a opinião de terceiros sobre você. Em outras palavras, esse pode ser um belo impulso para os seus planos de estudar em uma faculdade nos EUA.

Preferencialmente, a carta de recomendação deve ser assinada por um professor ou por um diretor que participou da rotina do aluno no Brasil e está apto, portanto, a atestar as suas habilidades.

O texto do documento deve especificar, de maneira objetiva, quais são as principais qualidades do estudante, que também deve se valer do seu histórico escolar como um “cartão de visitas”.

Manter uma trajetória regular, no qual são frequentes as boas notas, também pode se converter em um atalho para a aprovação. Por fim, vale lembrar que é recomendável que a estabilidade também se aplique à vida financeira do candidato. É essencial que ele tenha recursos para se manter.

Empolgou-se para se inscrever no processo seletivo de uma faculdade nos EUA?

Confira esse vídeo sobre a Stanford University para conhecer um pouco melhor o mundo acadêmico nos Estados Unidos e compartilhe esse post com seus amigos!

Sobre o Autor

Luiza Meneghim

Diretora da My Target Idiomas, professora de inglês há mais de 20 anos. Apaixonada por idiomas.

Target Idiomas

Escolas de inglês, espanhol, italiano, mandarim, alemão e francês, em Joinville. Cursos de idiomas empresas. Aulas de Inglês e intensivo. Certificação TOEIC e intercâmbio.