Intercâmbio na My Target Idiomas

Estudar de graça na Alemanha? Sim, é possível!

Estudar de graça na Alemanha? Sim, é possível!

Estudar na Alemanha é um sonho de muitos jovens, seja pela cultura do país, pelo seu alto índice de desenvolvimento e principalmente pela sua qualidade de ensino. Segundo o Goethe Institut, mais da metade dos alunos, há cem anos, que estudavam no exterior, estavam em faculdades alemãs.

De lá para cá, a situação não mudou muito. As universidades da Alemanha continuam sendo algumas das mais prestigiadas do mundo. Para quem vive em um país como o Brasil, é comum acreditar que conseguir uma vaga em uma faculdade alemã para estudar gratuitamente é impossível. Porém, muito se engana quem pensa assim.

Para acabar com esse mito, reunimos algumas informações que vão ajudá-lo a saber mais sobre como estudar na Alemanha de graça. Confira!

Como funcionam as faculdades alemãs?

Basicamente, as universidades da Alemanha se dividem em três tipos. Veja a explicação de cada um deles:

Universitäten (U) / Technische Universitäten (TU)

Nesse tipo, estão as faculdades — tradicionais e técnicas — que possuem seus cursos voltados para pesquisa e teoria. Elas permitem que se faça um doutorado, além de cursos para formar professores do ensino primário e médio. Elas garantem as seguintes certificações:

·         Magister: ciências humanas e sociais;

·         Diplom: ciências exatas e naturais;

·         Staatsexamen: direito e medicina.

Fachhochschulen (FH)

Aqui, se encontram as faculdades de ciências aplicadas, voltadas para a prática e com cursos mais curtos.

Elas possuem a obrigatoriedade de um estágio em empresas no período do curso ou trabalho supervisionado, e não é possível fazer um doutorado na sequência. O diploma que se ganha ao terminá-la é o Diplom (Dipl. FH).

Essas universidades são especializadas em áreas como:

·         TI;

·         Tecnologia;

·         Negócios;

·         Trabalho social;

·         Enfermagem;

·         Educação;

·         Engenharia.

Kunst- und Musikhochschulen

As áreas de estudo das faculdades desse tipo são design de moda, cinema, belas artes, música instrumental e design gráfico.

Basicamente, o estilo de aprendizado é mais independente, além de envolver métodos de estudo mais criativos. Na sua maioria, exigem um teste de aptidão ou audição para testar os conhecimentos do candidato.

informações alemão

Conheça as principais faculdades da Alemanha

O país conta com 427 instituições de ensino espalhadas por 180 cidades, além de oferecer 18 mil opções de cursos acadêmicos. Desses, mais de 500 são ensinados em inglês. Além disso, algumas universidades da Alemanha estão entre as 100 melhores do mundo. Descubra a seguir quais são as principais:

Goethe University Frankfurt

Fundada em 1914, a Universidade de Frankfurt é uma das principais instituições de pesquisa e oferece uma grande variedade de programas acadêmicos. Seu foco é em abordagens interdisciplinares que busquem a solução de problemas complexos.

A universidade está localizada em uma das cidades mais populares da Alemanha e é responsável por atrair estudantes e pesquisadores de todo o mundo.

University of Tubingen

Localizada em Tubinga, a universidade é uma das mais antigas do continente europeu. Fundada em 1477, ela é formada por sete faculdades e recebe anualmente uma população estudantil de mais de 28 mil alunos.

A Tubinga mantém parceiras com mais de 150 instituições de ensino de 62 países, além de oferecer aproximadamente 300 programas de estudos nas áreas de ciências, ciências sociais, economia, direito, humanas e medicina.

University of Bonn

A Universidade de Bonn é uma das instituições de ensino superior mais renomadas da Europa. Seu centro de pesquisas intensivas é reconhecido por todo o continente europeu e a universidade recebe mais de 34 mil estudantes por ano.

Além disso, Bonn oferece cursos nas áreas de economia, medicina, arquitetura, matemática, ciências naturais, agricultura, artes e direito.

University of Freiburg

Outra instituição de ensino bastante antiga, a Universidade de Friburgo foi fundada em 1457 e oferece 180 cursos acadêmicos de graduação e pós-graduação distribuídos em 11 faculdades.

Localizada em Friburgo, a universidade recebe mais de 24 mil estudantes internacionais anualmente e oferece cursos nas áreas de ciências naturais, humanas, engenharia, medicina, direito e teologia.

University of Gottingen

Localizada em Gotinga, a instituição de ensino é uma provedora educacional fundada em 1734. Começou com apenas quatro cursos, mas rapidamente se transformou em uma das universidades mais visitadas da Europa.

Atualmente, ela oferece mais de 50 opções de mestrados e doutorados na língua inglesa, além de manter parcerias com instituições de ensino superior de mais de 90 países.

O que é necessário para estudar na Alemanha?

Antes de escolher um curso, é importante saber alguns detalhes. No geral, para brasileiros se inscreverem nas faculdades alemãs, tudo fica mais fácil quando já se fez alguma outra atividade no país ou prestou alguma prova que tenha validade por lá.

Por exemplo, se já possuir um Abitur, um International Baccalaureate (IB) ou algo equivalente, a inscrição pode ser diretamente no site da instituição. Caso não possua, as coisas ficam um pouco mais complicadas, mas, ainda assim, é possível.

Para quem já está com a graduação em curso, há a opção de transferência. E quem ainda não ingressou em nenhuma faculdade por essas terras, pode fazer o Studienkolleg.

Fazer intercâmbio na Alemanha ou buscar sua graduação gratuita pode ser um pouco trabalhoso, mas vale a pena pela qualidade. Continue a leitura e entenda mais sobre como funcionam o Abitur, o IB e o Studienkolleg.

Abitur

Parecido com o nosso ENEM, o Abitur é um exame de conclusão de ensino médio lá na Alemanha, exigido por toda instituição de ensino superior.

Diferentemente do nosso vestibular, ele só pode ser prestado uma única vez e vale para toda a vida. O exame é constituído por cinco provas específicas, que variam de acordo com a área pretendida — humanas, biológicas ou exatas.

International Baccalaureate (IB)

A IB é, na verdade, uma instituição suíça que engloba escolas de diversos países. Essa fundação mantém o mesmo programa educacional para todas as escolas filiadas, a fim de que seus alunos possam mudar de país sem que precisem de reavaliação ou outras complicações. No Brasil, situam-se 14 escolas da rede IB World Schools.

Studienkolleg

Esses são cursos de um ano, oferecidos especificamente por universidades de cada estado alemão.

Funcionam na base do Schwerpunktkurse — aulas com ênfase em disciplinas específicas —, que focam na graduação pretendida pelo candidato.

Quem quiser cursar Sociologia fará um Studienkolleg, diferente de quem quer prestar para Medicina, Direito, Engenharia e outros cursos, por exemplo.

A metodologia se assemelha a de um College, dos Estados Unidos, e dá base para todos os integrantes, preparando-os para a universidade.

Ao final do ano, é feita uma prova — Feststellprüfung — que permite ao candidato se inscrever na faculdade desejada, provando que o aluno está à altura de uma instituição de ensino superior alemã.

Para quem já prestou ou presta faculdade

Para quem está na faculdade, é possível ingressar nas instituições alemãs por meio da transferência. Será necessário provar seu nível de alemão e comprovar ter pelo menos 2 anos cursados. As exigências variam de instituição para instituição. Então, não se esqueça de conferir se você planeja estudar de graça na Alemanha.

Para os que já cursaram, muitas vezes o diploma brasileiro — tanto de faculdade quanto de ensino médio — não é devidamente reconhecido. Por isso, é necessário fazer alguns complementos.

Para qualquer informação a mais, busque diretamente no departamento de intercâmbio internacional do DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico). E sempre confira se a instituição pretendida oferece as opções citadas!

Há outros gastos quando se consegue estudar de graça na Alemanha?

Muitas vezes, será necessário trabalhar para pagar gastos, como comida e transporte. Algumas faculdades dão suporte nesses casos, mas, por vezes, é preciso também complementar.

O ensino em si é de graça, sendo necessário apenas passar na seleção do programa. Contudo, a maioria das faculdades também cobra uma taxa, que custa em média 300 euros por semestre.

A boa notícia é que essa taxa já cobre o valor do “ticket do semestre”, que dá ao aluno o direito de usar o transporte público e outras facilidades.

Qual o custo de vida na Alemanha?

O custo de vida pode variar bastante dependendo da cidade escolhida. A média mensal de gastos individuais é de cerca de 800 euros, para quem mora nas cidades grandes, e um pouco menor que isso, para quem prefere cidades menores. Mas comparando com outros países europeus, morar na Alemanha é relativamente barato.

O aluguel mensal para uma acomodação estudantil gira em torno de € 298, e esse provavelmente será o maior gasto entre as despesas de um estudante.

Muitos estrangeiros moram em residências estudantis, casas ou apartamentos compartilhados, diminuindo assim os custos.

Porém, há aqueles que preferem moradias individuais. Nesse caso, o custo com habitação pode chegar a € 350.

Além disso, a Alemanha sempre está em busca de mão de obra estrangeira qualificada para suprir a escassez de profissionais especializados em algumas áreas.

É necessário saber fluentemente o alemão?

Muitos cursos oferecem ensino bilíngue nas línguas alemã e inglesa, e alguns são ministrados completamente em inglês.

Mesmo assim, como você aproveitará ao máximo sua graduação ou pós-graduação na Alemanha sem saber falar a língua do lugar ou, pelo menos, conhecer algumas expressões básicas?

E se alguém chegar e disser “Hallo! Wie geht´s?” Não adiantará sair correndo! Por isso, é tão importante fazer um curso do idioma — e aproveitá-lo ao máximo. Aprender o alemão é importante se você considera estudar de graça na Alemanha, e obter um certificado de proficiência é muito importante.

Como obter proficiência alemã?

O certificado mais requisitado pelas universidades é o TestDaF (Deutsch als Fremdsprache, que significa Alemão como Língua Estrangeira) e ele foi criado com o objetivo de avaliar o conhecimento dos estudantes estrangeiros. Seu principal foco é na compreensão do idioma escrito e falado em contextos da vida universitária e cultural.

O TestDaF medirá a habilidade do aluno em se comunicar em alemão e entender a língua, além de sua capacidade em escrever um texto argumentativo e se expressar de maneira formal e informal.

O teste tem vigência por tempo ilimitado, mas cada universidade pode exigir uma vigência. Além disso, ele comprova um dos 3 níveis: TDN 3, que corresponde ao nível intermediário B2, e TDN 4 e TDN 5 que se referem ao nível avançado C1.

Para fazer o teste, o estudante precisa estar no mínimo no nível B2 (Intermediário Avançado) da língua alemã. O site oficial do TestDaF oferece um quiz, no qual é possível conferir seu desempenho.

Gostou de saber mais sobre como estudar de graça na Alemanha? Saiba mais sobre os programas de intercâmbio MyT, e planeje sua viagem para a o país da Oktoberfest.

guia completo de intercâmbio

Sobre o Autor

Luiza Meneghim

Diretora da My Target Idiomas, professora de inglês há mais de 20 anos. Apaixonada por idiomas.

Target Idiomas

Escolas de inglês, espanhol, italiano, mandarim, alemão e francês, em Joinville. Cursos de idiomas empresas. Aulas de Inglês e intensivo. Certificação TOEIC e intercâmbio.