Connected Speech: 3 dicas para aprender linking sounds com músicas

Connected Speech: 3 dicas para aprender linking sounds com músicas

Você já ouviu falar de linking sounds? Na língua inglesa, esse é o nome que damos para as palavras que se ligam para manter uma maior fluência na hora da comunicação. Essas conexões se resultam em connected speech, que é o que dá sentido à frase e faz com que entendamos o que está sendo pronunciado.

Algumas vezes, quando ouvimos uma música em inglês, não conseguimos identificar claramente uma palavra. Isso acontece porque na fala é possível que se faça o que chamamos de linking sounds, ou seja, a junção de palavras que permitem que aconteça o connected speech. A seguir, vamos explicar melhor sobre isso:

O que são os connected speech?

Os connected speech são as conexões que as palavras fazem por meio de linking sounds no intuito de que as frases sejam ditas de uma maneira mais natural. Essas marcas que aparecem nas pronúncias são muito comuns em músicas e, por isso, músicas podem ser utilizadas para melhorar nosso “listening” e, consequentemente, nosso “speaking”.

Mas não é só colocar uma música e pronto! Você precisa de algumas dicas para que realmente ela seja um meio de ter cada vez mais fluência na língua inglesa. Por isso, vamos listar algumas maneiras eficientes de aprender linking sounds com músicas.

Como aprender linking sounds com músicas?

1. Entenda os linking sounds mais comuns

Alguns linking sounds aparecem mais vezes do que outros e são mais fáceis de ficar. São eles:

  • Consoante mais vogal (walk away/ let you)
  • Consoante mais consoante (was scared)
  • Vogais idênticas (like a)

Para você entender melhor, vamos pensar no som dessas letras, pois o “y”, por exemplo, tem som de “i” e, é ele que vai fazer a conexão com outra letra que tenha o mesmo som. Então, “let you” soaria como “leriú”.

No caso das duas consoantes, a ideia é pronunciar apenas uma delas, como em “was scared” que ficaria “wascared”. E, para as duas vogais, a pronúncia vai mudar de acordo a vogal da segunda palavra, como no exemplo “like a” onde temos “laiká”.

2. Escolha músicas em que seja possível identificar os linking sounds

Para aprendermos melhor essas conexões, nada melhor que exemplos de uso dessas pronúncias, por isso a música é tão eficiente nessas horas. É preciso saber como cada música pode ajudar no seu aprendizado da língua inglesa.

Músicas como “Oops! I did it again”, da cantora pop Britney Spears, já apresentam os linking sounds no próprio título. Se você ouvir a música, vai ver que na pronúncia entendemos algo assim: “upisai”. Essa ligação é resultado da junção da consoante final da primeira palavra com a vogal inicial da segunda palavra.

Em muitas outras músicas esse fenômeno também acontece, mas algumas são mais perceptíveis e podem ser usadas para aprimorar o aprendizado do idioma. Vejamos alguns exemplos:

  • Water under the bridge (Adele): “You’ve got to stop holding me the way you do”
  • Million Reasons (Lady Gaga): “You’re giving me a million reasons to let you go”
  • Let’s hurt tonight (One Republic): “Don’t walk away, don’t roll your eyes”

Nesses exemplos, você terá muitos linking sounds para identificar e treinar, ouvindo como os cantores pronunciam estas palavras. É importante ressaltar que essas conexões são essenciais para uma melhor fluência das frases, principalmente em músicas.

3. Treine a pronúncia das palavras fazendo as conexões

Por fim, mas não menos importante que as dicas dadas até aqui, depois de identificar os linking sounds, é hora de treinar. Quanto mais ouvimos essas e outras músicas, mais ficaremos familiarizados com estas formas de ligar as palavras na hora de falar em inglês e, assim, na hora de ouvir também não teremos dificuldades em entender o que está sendo dito.

Quando fazemos os linking sounds, estamos trabalhando a connected speech de nossas frases e chegando cada vez mais próximo de termos uma comunicação eficaz no idioma.

Gostou das nossas dicas para ficar cada vez mais fluente em inglês? Deixe seu comentário!

Target Idiomas

Escolas de inglês, espanhol, italiano, mandarim, alemão e francês, em Joinville. Cursos de idiomas empresas. Aulas de Inglês e intensivo. Certificação TOEIC e intercâmbio.