Aprenda como dar gorjeta em 8 países

Aprenda como dar gorjeta em 8 países

Planejar uma viagem envolve uma grande lista de afazeres, como pesquisar sobre a cultura local, escolher roupas adequadas e traçar uma rota pelos melhores pontos turísticos.  Além disso, é importante ficar alerta sobre os hábitos do destino escolhido para evitar situações constrangedoras e até vergonhosas como dar gorjeta de uma forma equivocada.

A gorjeta, por exemplo, é cultural em alguns países, enquanto em outros pode ser extremamente ofensivo pagar mais pelo serviço. No Brasil, a gorjeta não é uma ofensa, e sim muito bem-vinda. É sinônimo de trabalho bem-feito e reconhecido.

E em outros países, você sabe o seu significado? Leia o nosso post e saiba como dar gorjeta quando viajar ao redor do mundo!

1. Como dar gorjeta nosEstados Unidos

Nos EUA, receber “tips” é praticamente uma tradição. Todos os garçons, taxistas e demais trabalhadores esperam receber uma gratificação pelo trabalho concluído. Se o trabalho foi extremamente satisfatório, o ideal é dar um valor de cerca de 25% do consumido. Se nem tanto, dê pelo menos os tradicionais 10%. Do contrário, você corre o risco de ver um garçom extremamente chateado.

2. Canadá

No Canadá, assim como nos EUA, as gorjetas são importantes e cobradas religiosamente. O valor gira em torno de 25% do total consumido e é aplicado nos mais variados serviços.  Não dar gorjeta significa que você foi extremamente mal atendido!

3. Alemanha

Na Alemanha não existem regras ou leis para a gorjeta. Bares, restaurantes e seus funcionários não pedem ou esperam dinheiro. No entanto, ficam muito satisfeitos quando seu trabalho é reconhecido e recebem uma pequena bonificação. Se você aprovou comida e os serviços, além de ser bem atendido, dê uma graninha extra! Mas atenção: é ofensa deixar o dinheiro sobre a mesa. Na Alemanha, ele deve ser recebido em mãos.

4. Itália

Já na Itália, os restaurantes e bares incluem cerca de 10% a mais no valor total da conta como forma de gratificação. Trabalhadores como garçons, taxistas e funcionários de hotéis não pedem gorjeta, mas ficarão felizes em recebê-la.

5. China

Você sabia que oferecer uma gorjeta na China pode ser muito ofensivo? Em determinados lugares, a prática é até proibida! No entanto, essa já é uma realidade em transformação, afinal houve uma grande expansão turística na China. Atualmente, os guias turísticos aceitam gorjeta e até presentes dos participantes de seu tour.

6. França

De acordo com a legislação francesa, restaurantes podem incluir 15%  do valor total consumido na conta. Já em bares e hotéis, essa lei não se aplica, mas seus funcionários esperam e ficam felizes em receber uma gratificação extra.

7 e 8. Austrália e Nova Zelândia

Em ambos os países, os funcionários de todas as áreas são muito bem remunerados. Se você tentar dar uma gorjeta a um garçom, ele provavelmente ficará desconfortável e relutante em aceitar o dinheiro.

As dicas gerais para viajar e se dar bem com as gorjetas são:

Sempre se informe sobre a cultura local e nunca pergunte a um funcionário o que fazer!

Tenha dinheiro trocado na carteira, de preferência na moeda local, no valor de um dólar.

Antes de pagar, verifique se a gorjeta esta inclusa no serviço cobrado.

Aprendeu quando e como dar gorjeta em diferentes países?

 

Seu interesse é viajar? E que tal um intercâmbio? Baixe nosso e-book e saiba tudo o que precisa sobre intercâmbio!
ebook de intercâmbio

 

Target Idiomas

Escolas de inglês, espanhol, italiano, mandarim, alemão e francês, em Joinville. Cursos de idiomas empresas. Aulas de Inglês e intensivo. Certificação TOEIC e intercâmbio.